Existe diferença de corpos de luz?

Muitas pessoas ficam em dúvida sobre o corpo de luz. Por exemplo, o nome Portador de Luz é também o nome de Lúcifer, é também uma forma de luz, depende que tipo de luz você quer, pode ir para um tipo de iluminação ou outra.
Existem muitas mentiras em nosso plano terreno, sobre iluminação, em muitos casos há a iluminação de Buda e a iluminação de Jesus, não é a mesma coisa. Erroneamente colocada, pela maioria dos "ditos" iluminados ou os magos da nova era, irei explicar as diferenças entre esses dois tipos de iluminação.
Hoje existe uma linha de pensamento em que a iluminação é uma harmonia entre o bem e o mal, essa harmonia diz que nós podemos escolher entre o bem e o mal, eles existem no universo e portanto, são escolhas naturais, mas será que isso é verdade?
Então, fazer o mal é uma coisa correta? No começo achava que sim, achava que a escolha do mal é uma coisa "correta". Hein? Dá para entender? Então fazer o mal é uma escolha e assim o universo é harmonia? Será verdade que o universo te dá direito a fazer o mal, sendo que é a harmonia, Yin e o Yang?

Os budistas e várias seitas e religiões, permitem o mal como parte de suas filosofias, porque Deus criou o universo contendo o bem e o mal. Nós, nos perdemos em falar que Deus criou o mal e portanto o mal é "bom", pois sem o mal não existiria o bem? A maioria das religiões pregam que o mal é parte de Deus, que ele criou para que haja uma harmonia das religiões e conceitos religiosos.Isso tudo é mentira. O mal é o mal, e o bem é o bem.
Pensando que Deus criou o mal, ele pensou de uma forma em que nós sempre erramos e temos o direito de errar como parte de um processo de criar a benevolência no ser humano. Hoje, a maioria das seitas dizem que o universo é harmônico e que o mal é como o bem e assim deve ser justificado como parte do processo de iluminação humana.
Não, esse processo é errado, mas faz parte da verdadeira iluminação. A maioria dos monges ficam na iluminação da harmonia entre o bem e o mal, pois acham que essa é a harmonia do universo que Deus criou. Então todo monge irá interpretar que quem fala só de amor está errado, pois o mal também existe. Esse é o pensamento de um monge ou mago esotérico ( Eu já pensei dessa maneira e hoje não penso mais), é também o pensamento de um umbandista, de um espírita e da maioria das seitas criadas pelos seres humanos.
Por exemplo, o espiritismo diz: que se você fazer o mal irá pagar quando morrer ou em outra vida e jamais nessa. O budismo a mesma coisa e outras seitas dirão que só fazer o bem e só falar de amor não é verdadeiro. Então, quer dizer que se eu quiser matar todas as pessoas, o que eu tenho que fazer é esperar a minha morte que irei pagar? Então, posso cometer crimes à vontade? Esse modo de pensar são de pessoas que se acham livres (paganismo) dos seus próprios erros e julgando que irão pagar depois de mortas em uma reencarnação irá retirar seu pecado para sempre, nunca, o pecado é um erro que deve ser evitado e não expurgado.
O que as seitas humanas pregam, é, que você pode cometer todos os tipos de crimes e irá pagar na sua próxima vida e pronto, esse tipo de conceito é reciproco em todas as novas religiões e seitas modernas ( até mesmo a igreja católica é assim), que permitem todo tipo de coisas erradas para serem as seitas preferidas dos seres humanos, quer dizer que toda religião para ser legal, deve aceitar todo tipo de pecado ou erro humano, não gosto de usar  a palavra "pecado", porque ela tem um conceito de que pecado é coisa de religião cristã. Mas pecado significa: falta ou erro. 
Então, errar é humano e assim vamos continuar errando porque é um problema dos seres humanos. Oba, que legal, vamos errar que vai ficar legal, você só vai pagar lá na sua vida futura. Em 10 vezes sem juros! Errar é como pagar uma fatura no fim do mês, é só cometer alguns atos bons e está quite com suas dívidas espirituais. 
O nosso corpo de luz, não é elevador, muito menos uma forma de harmonia universal, no corpo físico, podemos viver o mal e o bem, mas no corpo de luz até o primeiro nível, ainda estamos em carnal, mas podemos ultrapassar e atingir o verdadeiro corpo de luz, que não mais é a harmonia entre o bem e o mal,  é só bem, é só amor incondicional,  só amor, diferente do que muitas seitas estão pregando, o amor é algo que não está relacionado com a vida carnal, porque as pessoas não sabem o que é amor.
Podemos dizer que quando atingimos o verdadeiro corpo de luz, não o corpo luciferiano, o corpo crístico verdadeiro o mal, não existe mais, você só vive o amor e a benevolência, não será permitido a maleficência. Errar será típico de seres humanos.
Por que chamo de corpo de luz luciferiano? Porque é um corpo de luz inferior, ele ainda está ligado ao corpo de carne, pelos chakras da coroa. Esse é seu corpo de luz luciferiano, é aí que você vive seu corpo de luz natural de energias luciferianas, um monge sempre estará nesse nível, os umbandistas, e as seitas que seguem a ideia de mal e bem é harmonia.
Ele se liga ao corpo de chakra básico e que os esotéricos chamam de Muladhara até o Swadhisthana, isso quer dizer que nosso corpo de luz luciferiano, está ligado à Kundaliní. Tudo que nós produzimos através da sexualidade é o corpo de luz inferior. Observe não estou ensinando o que você irá aprender em escolas de esoterismo, porque essas escolas estão paradas nos chakras médios até o chakra Sahashara. O último chakra do corpo humano e onde poucos conseguem atiingir, mas é o chakra do corpo médio, a última fase do corpo carnal, depois desses chakras ainda existem muitos mais, mas só podemos atingir aqui na terra, esses chakras, mas poucas pessoas ultrapassam esse nível.
Esses chakras são os 7 chakras básicos, a partir deles podemos atingir até o 12º chakra que a partir da abertura dos chakras acima do 7º chakra, outros de valores diferentes, irão se abrir, não sei se muitos poderão chegar aos níveis acima do 7º que são chamados chakras superiores.
8° Chakra - Energia
9° Chakra  - Essência
10° Chakra - Cosmos
11° Chakra  - Mônada
12° Chakra  - Eterno
Cada um desses chakras elevam-se de forma diferente do nosso corpo de luz, eles atingem um grau de bondade, onde não podemos dispor das energias luciferianas, quero dizer que quando ultrapassamos, o 7º chakra que nos prendem a Terra, por isso chamo esse chakra de luciferino, porque ainda está preso no planeta Terra. Quem tem esse chakra ativado vibra ainda na Terra, acima deles já não está mais em nosso planeta. Está em um nível de ascensão superior.
Nada que faça na Terra pode satisfazer alguém que está vivendo o nível superior, tudo vira um tipo de porcaria. tudo vira um lixo, tudo vira problemas, tudo vira mundano, nada consegue ver de bom no que nós humanos fazemos. Enquanto estamos no 7º chakra, nós somos os anjos caídos, é muito difícil ainda se desvencilhar do plano carnal. Quando um iluminado, supera e entra no plano dos chakras superiores, ele já não se prende a nada do que é produzido na Terra. Por isso, é normal iluminados saírem de suas casas para viverem no meio do mato ou mesmo partirem em viagens solitárias pelo mundo ou meditações transcendentais.
Não confunda, esses monges que atingem a iluminação como seres acima do 7º chakra, não é possível, porque para viver os chakras superiores, há uma mudança na estrutura do corpo, eles atingem a benevolência, já não respeitam nada de errado, tornam-se justos mesmo que seja cruel, ou até ser considerado um maluco ou visionário. 
Quando passamos dos chakras básicos, e atingimos os chakras até  12°, já não pertence ao nosso planeta e sim aos planos de Deus, onde o bem é parte completa do ser, não podem mais fazer o mal, não existe mais erros, porque tudo será feito de forma justa, não existe perdão, nesses planos de luz, não se permite dúvidas, nem escolhas de qualquer tipo, é algo totalmente a escolha do bem total, do amor incondicional.
Quando houve a queda dos anjos de luz, eles desceram até o nível do  chakra e depois caíram para o primeiro chakra. e nós aqui estamos presos em nossos próprios desejos. Então, Lúcifer está entre o nível de  até o 9°, essas entidades estariam vivendo esse tipo de energia do Eu sou! O que quero dizer é que as entidades que representam essas energias do "Eu Sou", são de energia luciferiana, porque eles estariam em frequências e vibração, do egoísmo. Eles são seres egoístas ainda, não conseguem evoluir para um corpo mais elevado, porque o conceito é de valorizar o próprio "Eu", para as entidades acima do 9° chakra, já começam a atingir os planos energéticos de luz total, são só amor e compreensão total, são seres como Jesus.
Poucos seres humanos podem atingir esses níveis, porque eles são de compreensão do verdadeiro amor, quem atinge esses níveis tem uma visão de amor incondicional, são pessoas que podem atingir poderes acima do normal. Como flutuar, transposição, telecinese e outros poderes para normais. Porque já atingiram um controle total do corpo espiritual. Geralmente santos, avatares de luz, pessoas que fazem milagres.
Mas para chegar nesse padrão, não adianta achar que o mal é bem, pois nesses níveis o conhecimento ultrapassa ao conhecimento de que a harmonia entre bem e mal, está no universo. Não, quando atingimos esse nível, não existe mais razões do mal existir, nem do ego, essa é a diferença entre corpos de luz. Muitos monges não ultrapassam esses níveis, porque seus conceitos param na harmonia entre bem e mal.
O mal, é parte do plano terreno, o plano de densidade carnal, enquanto estivermos nos planos terrenos, os desejos sempre serão necessários. Somente quando esses desejos virarem só amor, é que o ser humano será iluminado, antes disso são fases de iluminação. Hoje, muitos esotéricos, tentam justificar que o mal e bem vivem juntos, mas a verdade é que é uma tremenda mentira. Quem viver achando isso não sai do planeta Terra.
O que eu aprendo todos os dias é que ninguém na Terra ainda consegue sair daqui, por acharem que fazer o bem e o mal, é parte do universo. Não é verdadeiro, temos que viver a benevolência para que isso seja completo. E não virando um mongecoísta. 
Viver, o bem é ajudar as pessoas, não é iluminar-se, a iluminação é uma forma de você descobrir que ajudar e fazer caridade, é a verdadeira transformação. Muitos monges passam anos estudando a iluminação e descobrem que a verdadeira iluminação é aquela que você aprende na vida na ajuda aos miseráveis e na caridade.
Muitos desses monges depois, voltam para a Terra, não seria correto, não voltar mais?
Pois bem, então para que ser mongegoísta, ajude, a caridade também é uma forma de iluminação. Imagine se o mundo tivesse só monges, ficaria engraçado. Mas se o mundo tivesse pessoas fazendo caridade, o mundo seria perfeito. Não existiria a pobreza e nem problemas.
Muita luz.

Share this

Related Posts

Previous
Next Post »

1 comentários:

Write comentários