MENSAGEM: NÃO ROUBAR.


Hoje, dia 28/09/ 2016, recebi essa mensagem através de  viagem astral. Como sempre mostro todas que me apresentam, mesmo aquelas que servem de ensino para mim, que servem de repreensão de um erro cometido no passado. Nunca podemos dizer que não erramos e chegada a hora do arrependimento, por mais simples o erro que cometeu, será cobrada. Lembre-se, os erros não podem ser apagados, mas podem ser perdoados.
Quando  tinha uns 9 à 10 anos de idade, fiz um erro, incompreensível para mim hoje, roubei um livro.Não tinha intenção de fazer algo assim, mas na minha inconsequência fiz, só que a supervisora da biblioteca viu e foi até minha casa e me repreendeu perante minha mãe.
Foi um ato impensado e irresponsável porque minha mãe sempre me ensinou, devolvi o livro e nunca. mais fiz algo assim, aquilo ficou marcado em minha vida para sempre e hoje Deus me lembrou disso novamente.
Na viagem astral, estava em uma biblioteca onde estava folheando um livro, foi então que veio na minha mente: vou pegar esse livro para mim e assim foi, peguei o livro, saí pelos fundos da biblioteca e fui embora e quando cheguei na escola notei alguns homens parados e logo imaginei que seria preso por ter feito aquilo. Foi o que aconteceu. Logo acordei e comecei a pensar em como poderia ter fugido desse tipo de pegadinha astral.
Para quem acha que isso seria apenas um sonho, não deve nem continuar até o fim do artigo, mas para aqueles que acreditam que a vida é uma escola, então leiam até o fim.
Pensei em fugir e colocar o livro em algum lugar e dizer que não fui eu que fiz aquilo, mas as evidencias eram contundentes como: filmamos você entrando mas saindo não, filmamos você pegando o livro e saindo pelos fundos e todo tipo de acusações. Na verdade, não existia nenhuma desculpa por cometer um crime como esse, nem mesmo que o livro era legal e que não tinha dinheiro para pagar  caso quisesse comprá-lo. Era um crime, era um roubo.
Sou cristão, mas não praticante, como se dizem aqueles que nunca vão na igreja, ou aquela velha desculpa para dizer que somos cristãos, mas nunca  vamos à igreja por preguiça ou por desprezo, e ficar na missa sentando e levantando. 
Mas a viagem mostrou-me que esse fato Deus estava me lembrando, contando a história com uma luva de pelica nas mãos e querendo me dizer: não importa quão pequenas são suas atitudes que elas serão julgadas com o mesmo peso de uma grande atitude. Pois é verdade, senti-me culpado por algo que fiz quando criança e a lembrança me assombrava.
Nossos erros não podemos esquecer jamais, mas o perdão nos é devido, por uma falta tão boba, por um ato de criança irresponsável, mas que não justifica por ser um roubo. Então, se você tem esse erro lembre-se isso será cobrado de você lá no passado ou agora.
Pois como cristão que sou, mesmo não indo à igreja todos os dias, devo lembrar-me que roubar é o sétimo mandamento, mesmo que tenham mudado a numeração continua: NÃO ROUBAR.
E assim termino mais esse artigo, que me foi trazido pelas lembranças do meu passado criminoso e que agora me assombra de medo, e que ao mesmo tempo me ensina. Deus pai todo poderoso, me mostrou que o pequeno crime é um grande crime e assim estou confessando meu erro e ao mesmo tempo me arrependendo do que fiz. Que assim seja.
Muita luz

Share this

Related Posts

Previous
Next Post »

1 comentários:

Write comentários